18 de ago de 2015

Dia 121: Maze Runner: Correr ou Morrer (8 de julho)

Um dia corrido, um encontro feliz à noite com amigos muito amados, já era tarde e eu ainda não havia visto o filme do dia. Duas sobrinhas do coração me recomendaram Maze Runner: Correr ou Morrer (The Maze Runner),  e eu então decidi por ele.  

Eu li as primeiras páginas do primeiro livro há algum tempo, mas não sabia nada a respeito da história a não ser que um garoto chega, dentro de uma jaula de metal, a um lugar desconhecido, sem lembrar de nada a respeito de sua vida.   Assim, apesar de estar com muito sono e bastante cansada, numa noite atipicamente fria, eu me mantive interessada no que via. 

Não saber o que iria acontecer para mim é novidade, porque geralmente eu já conheço a história numa adaptação de livro para o cinema. A ação nesse filme é boa, com um ritmo nervoso, os personagens não são os melhores que já vi por aí, mas eu consegui me importar com eles. Eu estava curiosa sobre o que viria adiante, e esse é um fator essencial a uma história - fazer com que o leitor/espectador se pergunte sobre o que vai acontecer a seguir. O final não é super original, uma parte já poderíamos esperar pela sua semelhança com outras narrativas distópicas atuais, mas ele não foi infame como tantos outros.  Os elementos mais correntes nesse tipo de história estão ali, mas na primeira parte eu me perguntava como eles iriam inserir o esperado interesse amoroso do herói ali... e logo veio minha resposta. Os próximos filmes da série, provavelmente, serão ainda mais reconhecíveis dentro do gênero, mas estou curiosa para vê-los. Assim sendo, no fim da noite - o começo de um outro dia, na verdade -, foi legal chegar  a esse filme, num dia em que eu não seria capaz de ver nada muito desafiador. 

Concluo este post com a seguinte observação: deve ser bastante complicado ser um adolescente nos dias atuais, especialmente na ficção. Eu me interesso muito por narrativas distópicas, e a maior parte delas hoje se destina ao público jovem. Então, nós vemos cada vez mais jovens azarados, corajosos e criativos enfrentando obstáculos terríveis, de forma a diminuir a injustiça presente no mundo. Nem tão ficcional assim, no final das contas. 

http://onemovieadaywithamelie.blogspot.com.br/2015/07/dat-121-maze-runner-july-8.html

Maze Runner: Correr ou Morrer (The Maze Runner). Dirigido por  Wess Ball. 
Com: Dulan O'Brien, Kaya Scodelario, Will Poulter. Roteiro: Noah Oppenheim
et al. a partir do livro de James Dashner. EUA, 2014, 113 min., Dolby/Dolby 
Digital/Datasat/Dolby Atmos/Auro 11.1, Color (DVD). 



Nenhum comentário:

Postar um comentário