11 de jul de 2015

Dia 88: Uma Chance para o Amor (5 de junho)

Uma Chance para o Amor (The Law of Enclosures) foi um filme difícil de ver neste dia. Inicialmente, eu pensei que fosse ajudar minha irritação por meio de uma história inspiradora e bonita. Mas não foi nada disso.  

Cena por cena, eu era capaz de ver uma verdade ali, mas ela era tão triste e inevitável. Como duas pessoas passam do amor ao ódio nos anos em que compartilham uma vida em comum é arrasadoramente dolorido quando percebemos a sua futilidade. Como a vida poderia ser muito melhor e mais simples, mas não foi. Toda a esperança se perde até que ressurge finalmente, mas apenas por alguns raros momentos no tempo. 

Tempo que, aliás, é um protagonista nesse filme. Todos os estágios da vida de uma pessoas vivem nela ao meso tempo. Passado, presente, futuro.. infância, vida adulta, terceira idade... Todas elas em nós, em todos os instantes, sempre. Não há linearidade. Essa percepção é uma das grandes sacadas de um filme que se mostrou dolorido em excesso num dia já bastante difícil para mim. Mas foi um lembrete importante de que o momento é agora, em cada segundo de nossas vidas. 

É tão fácil perder essa noção de vista...

http://onemovieadaywithamelie.blogspot.com/2015/06/day-eighty-eight.html





Uma Chance para o Amor (The Law of Enclosures). Dirigido e escrito por  John 
Greyson, a partir do romance de Dale Peck. Com: Sarah Polley, Diane Ladd,
 Brendan Fletcher.  Canada, 2000, 111 min., Dolby Digital, Color (Net).

Nenhum comentário:

Postar um comentário